Guias

Mudanças na Uber por causa do Coronavírus [Motoristas]

Lucas S.
22 março, 2020

Quais são as mudanças na Uber por causa do coronavírus? Como os motoristas de aplicativo podem continuar a trabalhar? Quais são os riscos e como a Uber vai ajudar os motoristas? Tudo isso e muito mais neste artigo.

Mudanças da Uber por causa do Coronavírus

A Uber vai funcionar durante a pandemia de coronavírus?

Sim, as mudanças na Uber por causa do coronavírus não incluem a paralisação das atividades normais do aplicativo. Tanto os motoristas continuam a poder utilizar a plataforma para a própria renda quanto os usuários permanecem a pedir pelo app.

Mudanças na Uber por causa do Coronavírus
Fonte: PixaBay

Há sim uma recomendação nacional no Brasil de que as pessoas evitem sair de casa. Portanto, os motoristas podem decidir não trabalhar, assim como as pessoas podem não sair de casa e pedir um Uber.

É verdade que a Uber vai parar por 10 dias?

A informação de que a Uber vai parar de funcionar por 10 dias por causa do coronavírus é falsa. A afirmação foi verificada por um jornal do Piauí e não procede, sendo apenas um caso de Fake News do coronavírus.

Uber suspende por causa do coronavírus
Fonte: Folha UOL

Concluíram isso após verificar com a própria Uber se a informação procedia. No entanto, isso não garante que tal medida não seja uma das mudanças na Uber por causa do coronavírus algum dia.

Quais são as reais mudanças na Uber por causa do coronavírus?

A Uber retirou a opção do “Uber Juntos, a mais barata do aplicativo, chamada de “Uber Pool” no exterior. Isso impede que pessoas estranhas estejam em contato, um risco para a saúde de toda a população por conta do coronavírus.

Tal medida foi primeiro adotada nos Estados Unidos e no Canadá, após um comunicado oficial no Twitter de um dos executivos da Uber:

Em seguida, o México também recebeu a mesma medida e, por fim, agora nós do Brasil. No mais, como mencionado anteriormente, o aplicativo da Uber permanece com as demais funções operantes.

Quais as atitudes da Uber para proteger motoristas e passageiros?

A Uber adotou algumas outras ações de modo a ajudar a conter a disseminação do coronavírus em todo o mundo. Afinal, a quarentena e a questão do contágio impactam diretamente o negócio da empresa de transporte de passageiros.

No Brasil, podemos citar:

  1. Apoio à saúde pública. A Uber possui uma equipe prontamente disponível para auxiliar a saúde pública na resposta à pandemia. Essa equipe pode suspender contas temporariamente, tanto de motoristas quanto de passageiros, em caso de contaminação ou exposição ao vírus.
  2. Auxílio financeiro. Um motorista ou entregador da Uber diagnosticado com o coronavírus, ou sob quarentena imposta por autoridade pública, terá direito a auxílio financeiro. Essa assistência dura até 14 dias, tempo durante o qual a conta permanece suspensa. Essa medida já foi aplicada.
  3. Ajuda na higienização. Com prioridade às áreas mais afetadas, a Uber disponibilizará recursos para manter os carros higienizados e livres do coronavírus.
  4. Prevenção nas entregas. Como uma das mudanças da Uber por causa do coronavírus, na Uber Eats os pedidos podem ser deixados na porta, caso o usuário assim solicite.

As mudanças na Uber por causa do coronavírus ajudam motoristas?

As mudanças na Uber por causa do coronavírus são importantes para os motoristas, os passageiros e o resto da população. Estamos todos em um esforço conjunto para evitar que a situação se agrave.

Mesmo assim, a Uber presta assistência para que seus motoristas, especialmente os que vivem apenas disso, sobrevivam financeiramente. A primeira medida é o auxílio financeiro, válido por 14 dias.

Além disso, apesar da dificuldade de encontrar álcool em gel e recursos para prevenção, a Uber os disponibiliza aos motoristas.

Por fim, quem for um motorista Uber Pro manterá seus benefícios e a colocação durante esse difícil período.

Motoristas Uber com Coronavírus
Fonte: PixaBay

Para quem valem as mudanças na Uber por causa do coronavírus?

A Uber paga aos motoristas com coronavírus ou àqueles que estejam em quarentena imposta pelas autoridades. No momento, essa política é válida até o dia 6 de abril de 2020 e fornece auxílio por 14 dias.

Essa política é aplicável aos motoristas da Uber sob uma das seguintes condições:

  1. Motorista diagnosticado com coronavírus (Covid-19).
  2. Condutor posto em quarentena por autoridade pública.
  3. Um médico licenciado pediu que o motorista se isolasse em quarentena.
  4. Conta de motorista temporariamente cancelada ou suspensa por conta de uma informação fornecida pelas autoridades de saúde a respeito de contaminação.

Como pedir assistência financeira à Uber?

Qualquer motorista da Uber sob as condições acima e que tenha feito ao menos uma viagem pela Uber nos 30 dias antes de 6 de março de 2020 pode receber assistência.

Se este for o caso, basta preencher o formulário para receber assistência financeira da Uber. Junto a isso, será preciso enviar a seguinte documentação:

  • Atestado que detalhe o diagnóstico de Covid-19 que seja emitido por um médico licenciado ou uma autoridade pública de saúde
  • Declaração emitida por médico licenciado ou autoridade pública que exija uma quarentena individual, o que deve estar detalhado no documento.
Assistência financeira a motoristas com coronavírus
Fonte: PixaBay

Se o caso for comunicado à Uber por uma autoridade de saúde pública, a conta é suspensa e o motorista terá direito ao auxílio automaticamente. Nenhum documento será necessário.

Quanto pode receber um motorista da Uber com coronavírus?

Seja diagnosticado ou em quarentena imposta por autoridades, o motorista da Uber receberá, em até 5 dias úteis, uma quantia de acordo com os ganhos diários médios dos últimos 6 meses.

Há também um pagamento mínimo, que variará conforme o país. Nos Estados Unidos, por exemplo, ele é de $50, mesmo para os elegíveis que realizaram somente uma viagem.

Há outras recomendações?

Como em qualquer outro caso, é preciso redobrar a atenção a tudo o que antes parecia automático. Lave as mãos, mantenha a higiene de seu veículo e evite contato desnecessário com outras pessoas.

A doença não deve ser subestimada, mesmo que haja uma assistência financeira aos motoristas doentes.