Guias

Melhor aplicativo para deficiente visual [WhatsApp com Comando de Voz]

Melhor aplicativo para deficiente visual [WhatsApp com Comando de Voz]
Lucas S.
01 novembro, 2021

Com base em uma pesquisa que levou em conta as necessidades dos deficientes visuais e o papel da tecnologia em seu auxílio, elaboramos uma lista para que encontre o melhor aplicativo para deficiente visual.

O que um aplicativo para deficiente visual pode ter?

Um aplicativo de acessibilidade para deficientes visuais deve possuir algumas ferramentas e recursos para que seja ideal para o uso de uma PCD. Por exemplo, as funções abaixo podem ser úteis em diversas situações do cotidiano:

  • Assistente de voz: Um aplicativo para deficiente visual com comando de voz é essencial para facilitar o acesso e até para compreender, no caso da leitura, o que é recebido em forma de mensagem.
  • Transcrição da tela: A descrição em voz do que está na tela do celular é importante para os deficientes visuais.
  • Leitores digitais: Por meio da câmera, o leitor digital para deficientes visuais consegue identificar objetos e o ambiente ao redor.
  • Ampliação de tela: No caso dos deficientes visuais que não são completamente cegos, a ampliação de tela pode maximizar letras, imagens e outros itens, facilitando a sua percepção.
  • NFC (Pagamento por Aproximação): Recurso interessante para o uso de aplicativos financeiros.

Preciso baixar um aplicativo para deficiente visual?

Existem muitos apps para deficientes visuais, mas, em geral, todo celular é para deficiente visual, pois os celulares já vêm com o recurso de acessibilidade embutido. Ou seja, os aplicativos que trazemos nos próximos tópicos trazem funcionalidades extras, mas não são necessários.

Aplicativo para deficiente visual
Acessibilidade é a chave e todo celular hoje é adaptado para um deficiente visual.

Programando o celular para deficiente visual no Android

No Android da Google, os usuários programam o celular para deficiente visual por meio da ativação do TalkBack. Ele pode ser ativado em “Acessibilidade”, após abrir as “Configurações”, ou ao segurar o ajuste de volume para baixo e para cima ao mesmo tempo.

Ele não precisa ser instalado, pois já vem com o dispositivo, provando que todo Android é um celular para deficiente visual. Com esse aplicativo, a PCD pode ouvir o nome dos aplicativos com a função Explorar, deslizando um dedo pela tela. Somente com dois toques os aplicativos serão abertos.

E, claro, os textos são lidos pelo dispositivo. Isso inclui até mesmo o WhatsApp para deficiente visual, com leitura do texto e dos emojis, além de indicação de quando são enviadas fotos.

O menu de Acessibilidade do Android também conta com ajuste de cores, texto e conversão de texto em voz.

Aplicativo para deficiente visual com teclado em Braile

Desde 2020, o recurso de teclado em braile foi adicionado ao Android para versões acima da 5.0. Ele vem junto do Talkback, e gera um teclado de seis teclas, com cada uma representando um dos seis pontos em braile.

Programando o celular para deficiente visual no iPhone

Seja no iPhone ou qualquer outro dispositivo iOS, deficientes visuais também têm acesso a recursos de acessibilidade incluídos no celular da Apple. Atualmente, os mais importantes são:

  • VoiceOver: Similar ao TalkBack do Android, o VoiceOver descreve a tela em áudio, o que inclui o aplicativo selecionado e até o quanto de bateria resta. Ative a Siri para ativá-lo, ou pressione o botão lateral ou de início um total de três vezes. A ativação também está presente nos “Ajustes”, em “Acessibilidade”.
  • Falar Digitação: Encontrado em “Conteúdo Falado”, no menu “Acessibilidade” o usuário consegue ativar as palavras faladas no celular para deficiente visual.
  • Tamanho da tela e do texto: Disponível a partir do iPhone 5s, ele ajusta todos os textos e cores.
  • Lupa: Recurso do Iphone e do iPad para deficiente visual que permite ampliar objetos mais próximos.

Qual é o melhor aplicativo para deficiente visual?

Depois de entender como funciona cada celular para deficiente visual, pode ser que esteja em busca de um app diferente, com outros tipos de recurso. Pensando nisso, separamos quatro aplicativos úteis das mais variadas formas.

Be My Eyes

O Be My Eyes representa uma comunidade inteira de PCDs e voluntários. Por meio de uma conexão por vídeo ao vivo, os deficientes visuais conseguem pedir a ajuda de um voluntário que usufrui da visão.

Durante a chamada, o deficiente consegue solicitar ajuda para ver a validade de produtos, saber a cor da roupa, entre outras coisas.

O aplicativo Be My Eyes também está disponível em diversos idiomas e pode ser baixado para Android e iOS.

Google Brailleback

Por ser da Google, o Brailleback é um aplicativo para deficiente visual exclusivo para Android. Ele é compatível com teclados em braile e funciona em conjunto com o TalkBack. Com ele, uma PCD pode navegar com o auxílio da linha braile.

CPqD Alcance+ – Aplicativo brasileiro para deficiente visual

Além de permitir comandos em voz por meio do desenho de um círculo na tela, o aplicativo CPqD Alcance+, desenvolvido por brasileiros, oferece telas adaptadas para quem tem dificuldades para enxergá-las.

Eye-D: Aplicativo de localização

Excelente aplicativo para deficientes visuais identificarem a sua localização e o que podem encontrar próximo, como hospitais, pontos de ônibus e bancos. Com a câmera, também é possível converter palavras em áudio.

Esses são os aplicativos com os recursos mais interessantes para pessoas com deficiência visual.

Como funciona o WhatsApp para deficiente visual?

Diferentemente do que muitos pensam, não é que exista um WhatsApp para deficiente visual. Na verdade, é a ativação dos recursos do Android e do iOS que explicamos que converte o WhatsApp para ser utilizado por PCDs.

Portanto, basta que ative, por exemplo, o TalkBack no caso do Android, para ter tudo o que é enviado e digitado no WhatsApp convertido para áudio. O mesmo vale para os substitutos do WhatsApp.

Conclusão

Os dispositivos móveis estão muito mais acessíveis hoje, não sendo necessário instalar um aplicativo para deficiente visual para poder utilizá-los por completo. No entanto, há apps diferenciados, com recursos extras e gratuitos que podem ser muito úteis, como o Be My Eyes.